Zaha Hadid

Zaha Hadid foi a primeira vencedora feminina do Pritzker.

 

A Arquitetura mundial perdeu uma importante arquiteta que contribuiu para o desenvolvimento do conhecimento na área. Apesar dos seus 65 anos, Zaha Hadid produziu importantes projetos envolvidos em grandes cidades como Londres, Madrid, Hong Kong, Seoul e Milão. Em 2004, o seu trabalho e as suas capacidades na área da arquitetura foram reconhecidas com o prémio Pritzker, um dos mais emblemáticos reconhecimentos na área da arquitetura.

Em 1979 Zaha Hadid formou a sua própria empresa de arquitetura afirmando-se como uma mulher ambiciosa num período em que a arquitetura prevalecia associada ao sexo masculino. Em Portugal, a sua marca ficou apenas para participação no concurso para o terminal de cruzeiros de Lisboa, concurso que teve como vencedor o arquiteto João Carrilho da Graça.

No dia 30 de março, a arquitetura perde uma importante figura que integrou a "arquitectura, a paisagem e a geologia (...)com o uso de tecnologias inovadoras, que resultaram em formas arquitetónicas inesperadas e dinâmicas".